Retornamos à Serra do Lopo nos dias 8 e 9 de Outubro de 2011 e desta vez conseguimos ver o pico e ir até lá. (Se quiser ler nosso relato anterior, possui mais detalhes para lhe guiar)

Foi uma pena Daniel não ter ido desta vez e não termos localizado a trilha que levava em direção a Joanópolis-SP, porém os dois dias foram bem legais e divertidos.

Vídeo resumo

Senti muitas câimbras durante a caminhada no 1° dia e o sol estava escaldante, fizemos várias paradas devido ao calor.

Durante a caminhada, pouco depois de passarmos pela torre da Embratel, encontramos muito lixo pelo caminho. Perto da plataforma de voo de asa delta também havia muito lixo, mesmo havendo cestos no local.

Como desta vez conseguimos fazer fogueira, incineramos parte do lixo que encontramos na trilha e no local do acampamento.

Também chegamos mais cedo no local do acampamento desta vez, por volta de 16h15 já estávamos lá.
Foi possível montar tudo, assistirmos um pouco do pôr do sol e descansar vendo a paisagem na altura com vista para o cume.

À noite, Jéssica e Rosana foram buscar água na casa que encontramos da outra vez. Dona Cleide muito simpática, além de deixar as garotas se banharem de mangueira e fornecer água para nosso acampamento, ainda nos presenteou com um uma garrafa de suco de amoras, que estava uma delícia por sinal.

Jantamos Arroz, feijoada, calabresa e salada de pepino com tomate e claro, acompanhado do delicioso suco de amoras. Mais tarde assamos pão de alho na brasa e fomos todos para as barracas dormir.

Durante a madrugada ventou muito e foi difícil continuar dormindo, levantamos por volta de 6h, preparamos o café, lavamos as coisas, desmontamos acampamento e partimos em direção ao cume.

A vista de lá dá uma visão de 360° da região. É possível ver a cidade de Extrema-MG e Joanópolis-SP.

Lá de cima era possível ouvir os bugios (espécie de macaco) no meio da mata. Dava para perceber que os grupos de macacos estavam se comunicando em alerta de pontos diferentes, pois além de nós humanos na mata, na região existe uma espécie de gavião que é predadora destes animais, o Gavião-Pega-Macaco. Uma ave de rapina linda por sinal, uma pena que não a avistamos.

Por fim, ao pegarmos a trilha para Extrema, pulamos novamente a propriedade, porém desta vez conseguimos pedir permissão, tomamos uma baita chuva nesta hora, mas foi super refrescante.

Tivemos problemas com ônibus para SP, fomos até Atibaia e de lá compramos passagem para 18h30 em direção a São Paulo.
A viagem de volta levou cerca de 2h graças ao trânsito de final de domingo.

Algumas fotos


Caso queira ver todas as fotos, clique aqui


Avatar

Rodrigo Hortenciano

Designer gráfico, com MBA em Marketing, atuando atualmente com como analista de mídias sociais. Sempre que possível gosto de fazer uma trilha, acampar, ou viajar para algum lugar longe da muvuca e geralmente gastando bem pouco ;)

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *