No dia 26 de maio de 2016, partimos de São Paulo em direção ao Parque Nacional do Caparaó para subirmos o Pico da Bandeira, Pico do Calçado e Cristal, bem como visitar algumas cachoeiras da parte baixa no lado Capixaba.
São cerca de 754 km de distância desde São Paulo até a portaria de Pedra Menina (lado capixaba).

Algumas informações sobre altitudes:

– Pico da Bandeira: 2.892 m
– Pico 2 ou Pico do Cruzeiro: 2.852 m
– Pico do Calçado: 2.849 m
– Pico do Cristal: 2.770 m

O Pico da Bandeira, além de ser o 3º maior Pico do país, é também o maior pico da região sudeste, sendo localizado na divisa entre Minas Gerais e Espírito Santo.

Clique para ler mais sobre o -> Parque Nacional do Caparaó:

Importante: Para acampar em uma das unidades do Parque Nacional do Caparaó, é necessário a realização de reserva prévia, com no mínimo duas semanas de antecedência, mas recomendo fazer com pelo menos um mês, se sua intenção for em algum feriado prolongado.
Atente-se também para o horário de funcionamento do parque, pois o mesmo abre às 7h e fecha às 18h.
Então se planeja acampar em uma das unidades, planeje-se para chegar no horário.

Tanto do lado mineiro ou capixaba, o parque possui duas áreas de acampamento, sendo estas:
Lado Mineiro – Tronqueira (5,5km desde a portaria) e Terreirão (9km desde a portaria)
Lado Capixaba – Macieira (3,5km desde a portaria) e Casa Queimada (8km desde a portaria)

Em todos você conta com banheiros coletivos e pias para lavar louças.
Alguns deles contam com abrigos, que podem ser usados se houver disponibilidade, porém não é possível a realização de reservas para esses. Se sua intenção é visitar durante um dia de semana, possivelmente consiga ficar em um destes abrigos ao invés de acampar. (Recomendo ligar antes para saber qual base de acampamento dispõe de tais abrigos, a “Casa Queimada” é um exemplo).
Não espere por um camping com luz elétrica ou banho quente 😉 Apesar de existir a estrutura para banheiros e pias, não há eletricidade para uso dos visitantes.
Todo lixo produzido, deverá ser levado de volta com você e poderá ser deixado em um latão na portaria das unidades.

Se sua intenção é realizar a travessia da Serra do Caparaó, analise qual será a melhor logística para seu caso. Prefira épocas de outono e inverno, pois são períodos de clima mais seco.
Muitos preferem fazer a travessia iniciando pelo lado Capixaba, por considerarem o visual mais bonito.
Preferindo iniciar pelo lado Mineiro, se for de ônibus para a região, deve ir para Manhumirim-MG de lá pega-se um táxi para para a portaria “Alto do Caparaó“.
Se for pelo lado Capixaba, deverá seguir para a cidade de Espera Feliz-MG e de lá seguir de táxi para a portaria “Pedra Menina
O preço do táxi varia de taxista para taxista, mas a média será entre R$ 40 ou R$ 50.

Custos do Parque – Taxa de visitação

  • Ingresso Público em Geral: R$ 30,00
  • Desconto Brasileiros (50%): R$ 15,00
  • Ingresso Comunidade (90% desconto): R$ 3,00
  • Acampamento/pernoite: R$ 6,00

Informações sobre o Percurso que fizemos: (Casa Queimada x Pico da Bandeira + Pico do Cristal)

  • O trajeto é todo demarcado com estacas de madeira, pintadas com tinta reflexiva, o que ajuda muito durante o trajeto pela madrugada e com nevoeiro;
  • Existe apenas um ponto de água no caminho, desde o acampamento Casa Queimada até o Pico da Bandeira (vide tracklog mais abaixo);
  • São cerca de 4,5 km de caminhada desde o acampamento;
  • A média de tempo do percurso, varia conforme o preparo de cada um. Sendo os mais bem preparados, fazendo em 1h30. A média do público em geral varia de  2h30 a 5h de caminhada;
  • O Pico do Calçado fica no caminho para o Pico da Bandeira e guarda a marca dos 3,5km de percurso;
  • Se pretende ir ao Pico do Cristal, é recomendado na volta após presenciar o nascer do sol, pois atualmente não há sinalização para lá. Nesse caso, se achar necessário, recorra a algum guia, porém é comum outras pessoas irem para lá. Se possuir GPS, poderá ir sem problemas seguindo o tracklog.
  • Do Pico da Bandeira ao Pico do Cristal, são cerca de 2h50 de caminhada, isso fazendo várias paradas, indo sem pressa, que foi o nosso caso.

Vídeo resumo

Para ver nosso álbum de fotos completo, acesse nosso flickr


Vamos ao Relato 🙂

Partimos de São Paulo por volta das 3h40 do dia 26 de maio de 2016 e chegamos na portaria Pedra Menina – Parque do Caparaó por volta das 17h40 ou seja, pouco antes do fechamento.

Chegada ao Parque Nacional do Caparaó

Chegada ao Parque Nacional do Caparaó

Após acertada nossa entrada e receber as informações sobre o funcionamento do parque, sobre o lixo etc, partimos estrada acima por 8k até chegarmos no acampamento Casa Queimada.

Estava bem lotado, mas havia muito espaço para montar nossas barracas.
Nesta hora a temperatura já havia caído bastante e estava em torno dos 8ºC, as meninas foram corajosas em ir tomar banho, pois a água é super gelada.
Após jantarmos, tirei algumas fotos do céu e também me deparei com uma Raposa Cinzenta escondida na mata, apenas aguardando o silêncio e ausência das pessoas para que pudesse procurar por restos de comida.
Então atente-se para evitar lixos no local, ou deixar comida à vista.
Como fomos de carro, guardamos o lixo e comida que não usamos dentro do carro, bem como as mochilas, para que as barracas ficassem com mais espaço e fomos dormir bem cedo.

Céu no acampamento à noite

Céu no acampamento à noite

Levantamos por volta das 2h da madrugada do dia 27 de maio, após todos prontos (+/- 20 minutos), iniciamos nossa caminhada.
Fazia muito frio, talvez cerca de 6ºC a 8ºC no momento em que iniciamos a caminhada e conforme ganhávamos altitude, a temperatura caia mais.
Mesmo o trajeto sendo demarcado, e sendo que faríamos apenas ataques aos Cumes da Bandeira e Cristal, por segurança, levamos um GPS com um percurso da travessia completa.

Segue abaixo tracklog do amigo Chico:

Por volta das 4h30, chegamos no Pico do Calçado, que como citei mais acima, faz parte do percurso até o Pico da Bandeira e possui uma demarcação com pedras com uma estaca de madeira marcando a informação dos 3,5km.
Por volta das 5h10 chegamos no Pico da Bandeira. O mesmo é formado por dois cumes, sendo um com a estrutura metálica para o mastro, que infelizmente hoje não leva mais nossa bandeira, nele também encontra-se uma estátua do Cristo Redentor O outro cume e mais frequentado é onde encontra-se a Cruz. Esse é o local onde todo mundo aguarda para assistir ao nascer do sol.
Enquanto o sol não nascia, Rosana e Bruna foram preparar algo quente para tomarmos, pois a temperatura estava entre 4ºC ou 5ºC.
Era até difícil ficar segurando a câmera para tirar fotos, pois as pontas dos dedos começavam arder por causa do frio.
Por volta das 6h10 o sol começou aparecer por cima das nuvens no horizonte, ficamos lá admirando e tirando fotos por uma hora e partimos de volta na trilha e pegamos a bifurcação para o Pico do Cristal.


Como mencionei mais acima, não há sinalização para lá atualmente, então nessa hora tivemos a ajuda do GPS para pegar a bifurcação.
O caminho possui demarcações com pedras, o que costumamos chamar de “Totens”,  e é possível chegar apenas no visual também, não é um terreno ruim de se caminhar.
Chegamos no topo por volta das 10h, tiramos fotos, ficamos tomando sol e ainda cochilamos um pouco.


Não me recordo exatamente o horário que partimos do cume do Pico do Cristal em direção ao acampamento da Casa Queimada, mas na descida fomos seguindo os totens de pedra, e acabamos pegando uma rota antiga que não era mais usada. Foi uma falha minha em não ter seguido o GPS nessa hora, mas tudo bem, tem que ter alguma coisa diferente para tornar o passeio mais divertido e ter história para contar haha.

Depois que chegamos num trecho onde foi preciso “varar o mato”, atravessando um pequeno vale, já estávamos próximo de reencontrar com a trilha, paramos para descansar, dar umas risadas e depois seguimos para o acampamento, chegando lá por volta das 14h30.

Fotos de Bruna Castro

Depois de tomar um banho bem gelado e comer alguma coisa, por volta das 16h partimos de carro para conhecermos algumas cachoeiras.

Fotos de Bruna Castro

A 1ª que visitamos foi a Cachoeira da Farofa, ela fica no caminho entre o Acampamento Macieira e Casa Queimada.
Seu acesso é por uma pequena trilha de uns 100m ou 150m.

Após algumas fotos, partimos em direção ao acampamento Macieira e visitamos a Cachoeira 7 Pilões

E esse foi o nosso passeio do feriado de Corpus Christ.
Espero que tenham curtido o post e esclarecido dúvidas 🙂


Rodrigo

Designer gráfico, com MBA em Marketing, atuando atualmente com como analista de mídias sociais. Sempre que possível gosto de fazer uma trilha, acampar, ou viajar para algum lugar longe da muvuca e geralmente gastando bem pouco ;)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *